Este website utiliza cookies. Ao navegar está a consentir a sua utilização.

Os cookies são utilizados para melhorar o website e personalizar a navegação de acordo com as suas preferências, neste website e restantes media. Para saber mais acerca dos cookies utilizados, consulte a nossa Política de Privacidade. Saiba mais

Compreendi

Os 5 sintomas visuais mais comuns associados ao uso excessivo de dispositivos digitais

Há vários sintomas visuais derivados do uso excessivo de dispositivos digitais!

Fique a saber quais são e como os prevenir!

Os 5 sintomas visuais mais comuns associados ao uso excessivo de dispositivos digitais

O uso frequente de dispositivos digitais no nosso dia-a-dia, traz-nos alguns sintomas visuais que, ao longo da vida podem tornar-se cruciais para os nossos olhos. Estes podem estar associados a questões genéticas ou ser desenvolvidos ao longo do tempo, sejam eles numa fase mais prematura das nossas vidas, ou mais tarde.

Face à excessiva utilização, principalmente do telemóvel, é natural que estes sintomas se manifestem mais cedo.


Por que motivo são os dispositivos digitais tão prejudiciais à visão?

Apesar dos nossos olhos não terem sido feitos para estarem em constante contacto com luz artificial, a verdade é que hoje em dia, passamos muito tempo a olhar para ecrãs que emitem este tipo de luz. Seja no trabalho, em casa, na fila do supermercado ou, até quando estamos a conviver entre amigos ou família.

O principal motivo pelo qual deveríamos proteger os olhos quando estamos em contacto, permanente ou não, com ecrãs digitais é a luz azul que estes emanam.

Estudos científicos na área da saúde visual, mostram uma relação direta entre a exposição à luz artificial e doenças oculares, tais como problemas na mácula (ponto central da retina ou problemas futuros de cataratas no cristalino (lente natural do olho)

Mas não só.


A exposição à luz artificial pode fazer com as células do corpo reproduzam mais lipofuscina, que se trata de um pigmento que indica que estas têm uma vida mais curta, o que faz com que se reproduzam menos. Ao reproduzir menos, existe um maior envelhecimento das células do nosso corpo.


Os 5 sintomas visuais causados pelo uso excessivo de dispositivos digitais

A exposição excessiva a fontes de luz azul é prejudicial para a nosso sistema visual e resulta no envelhecimento precoce do olho. Estes são os 5 sintomas visuais, associados ao Síndrome da Visão ao Computador, causados pelo abuso da utilização de dispositivos digitais:

  • Dor de cabeça frontal;

  • Olhos secos;

  • Cansaço visual, olhos vermelhos;

  • Visão turva ou desfocada;

  • Dificuldade em focar, perda de atenção.

Sem esquecer que estes sintomas visuais podem ser provocados por vários fatores isolados ou combinados entre si, como má iluminação, distâncias de visualização impróprias face ao dispositivo, má postura, problemas de visão mal corrigidos, entre outros.

 

Como diagnosticar o Síndrome de Visão ao Computador?

  1. Ter em conta o historial clínico do doente, para determinar se há a presença de outras doenças (genéticas ou não) ou fatores externos (como medicação, etc.) que possam estar a contribuir para agravar os problemas de visão ligados ao uso de dispositivos digitais;

  2. Verificar a acuidade visual, para perceber até que ponto a visão pode estar afetada;

  3. Realizar um exame de refração, para perceber quais são as lentes adequadas;

  4. Testar como o olho foca e se move.

A partir do relato de sintomas visuais do paciente, o profissional vai ter as ferramentas necessárias para perceber se tem problemas de visão derivados do uso excessivo de dispositivos digitais e vai, assim, poder aconselhá-lo acerca das opções terapêuticas mais indicadas para o seu caso.

 

Cuidados a ter para prevenir problemas visuais

1. Proteger os olhos

As lentes oftálmicas prescritas para utilização no quotidiano podem não ser as mais adequadas para quem passa muito tempo a olhar para ecrãs. A profissão passou a ser um dos principais critérios de avaliação dos profissionais para indicar quais as lentes mais indicadas.

Para além disso, existe também uma matéria de lentes oftálmicas que bloqueia apenas a percentagem de luz azul considerada prejudicial à saúde, de forma a preservar a qualidade visual.

2. Exercitar a visão

Existem exercícios que podem ser praticados diariamente, chamados terapia visual, que treinam os olhos e o cérebro de modo a funcionarem coordenadamente e a trabalharem de forma mais eficiente, tais como:

  • Alternar constantemente o objeto de focagem (por cada 20 minutos passados de olhos fixos no computador é recomendável que se olhe para o longe durante 20 segundos);

  • Perfazer o movimento de pestanejar completo, fechando totalmente o olho  e renovando o líquido lacrimal.

3. Adotar uma postura corporal correta

A localização do ecrã, a postura do indivíduo e o posicionamento de periféricos (rato e teclado) têm impacto na saúde visual e, por isso, devem ser ajustados de forma a dar mais conforto à pessoa. E fazer pausas. É recomendável fazer uma pausa de cerca de 15 minutos por cada duas horas de utilização contínua de um ecrã.

4. Garantir que o local está bem iluminado

Uma boa iluminação é imprescindível no sentido de compensar o esforço feito pelo olho. Muito mais quando falamos em trabalhos minuciosos como é o caso dos designers, por exemplo. Contudo, a iluminação nunca deve estar voltada diretamente para o olho.

 

É tão simples prevenir

Já sabemos que, quer no trabalho quer em casa, grande parte do nosso tempo é passado de telemóvel na mão e olhos postos no ecrã. E como a tendência não é deixar de usar dispositivos digitais, devemos proceder preventivamente de modo a evitar problemas de visão, alguns deles irreversíveis.

Para além de visitar profissionais de visão com alguma regularidade, recomendo que, sempre que esteja a trabalhar com ecrãs digitais, tenha atenção à iluminação que o rodeia, à postura e à distância a que está em relação ao ecrã (deve estar pelo menos à distância de um braço). Outra medida fácil de implementar são as pausas: faça intervalos. E, se trabalhar num espaço com janelas, aproveite para descansar o olhar e aliviar a tensão provocada pela luz azul olhando lá para fora. Não custa nada e garanto que vai sentir diferenças no fim do dia.


Também lhe pode interessar:

 

 
Fernando Nunes
 
Optometrista