Hipermetropia

Os olhos humanos saudáveis conseguem reconhecer letras e imagens em menos de uma fração de segundo e distinguir milhares de cores. No entanto, milhões de pessoas em todo o mundo necessitam de usar óculos para suprir dificuldades visuais e melhorar a sua qualidade visual.

 

A hipermetropia é um erro refrativo manifesto quando a potência refrativa do olho, por este ter um menor comprimento axial ou alguma alteração em algum dioptro, é insuficiente para focar os objetos na retina sendo o ponto de convergência dos raios de luz atrás da retina. O desfocado é mais efetivo em objetos próximos do que em objetos longínquos, assim sendo os hipermétropes não compensados melhoram a nitidez quando se afastam dos objetos.

 

Indivíduos jovens podem compensar pequenas quantidades de hipermetropia flexibilizando o cristalino, o qual normalmente apenas é usado para observar objetos próximos. Este mecanismo compensador permite aos paciente obterem uma visão nítida, mas com o risco de manifestarem facilmente cansaço, particularmente quando lêm ao perto, uma vez que têm que realizar um esforço extra.

 

Os principais sintomas são a fadiga ocular e as dores de cabeça na zona frontal, mais frequentes ao final do dia. Os pacientes podem manifestar dificuldade ao ver televisão, enquanto que ler uma indicação na auto-estrada provavelmente não.

 

A hipermetropia é o oposto da miopia, em que o olho por ter um menor comprimento axial ou alguma alteração num dos seus dióptros apresenta um menor poder dióptrico. Na hipermetropia, os raios de luz são reunidos atrás da retina, originando uma imagem desfocada.

 

Sistemas de Classificação da Hipermetropia:

 

Tipologia de Classificação Sub-divisão Hipermetropia
Entidade Clínica Simples
Patológica
Funcional
Potência Baixa: até +2,00Dp
Média: entre +2,25Dp e +5,00Dp
Alta: superior a +5,25Dp
Ação do Cristalino Manifesta
Latente

Quadro resumo de sistemas de  classificação da hipermetropia. Guideline da American Optometric Association, revisão de 2006

 

A hipermetropia é muito comum e fácil de compensar.  Compensa-se  com óculos com lentes monofocais convexas (convergentes), que recolocam a imagem sobre a retina.  As lentes de compensação são mais espessas no centro que nos bordos e a diferença de espessura é tanto maior quanto mais forte for a hipermetropia. Na gama de lentes monofocais da Shamir poderá encontrar a Shamir Smart AS Worn, a Shamir Alite e Shamir Relax.

 

A Shamir Smart AS Worn™ e a Shamir Relax™ representam as gamas personalizadas para a compensação da hipermetropia:

 

 • Shamir Smart AS Worn- é uma lente personalizada tendo por base um elaborado algoritmo que permite uma máxima optimização dos campos visuais e espessura.

 

Shamir Relax- é uma lente personalizada com um incremento de potência de +0,66D para perto. Representa a solução ideal para hipermetropias associadas a disfunções acomodativas (insuficiências acomodativas) ou binoculares (excessos de convergência), onde um ligeiro incremento de potência para perto relaxa o sistema acomodativo diminuindo a sintomatologia no caso de insuficiências acomodativas e relaxa os músculos oculomotores uma vez que diminui a vergência requerida.

 

Existe também uma gama de lentes solares e desportivas que permitem graduar uma ampla gama de potências, independentemente da sua curvatura ou tamanho da ocular: Shamir Attitude III.

 

É comum confundir presbiopia e hipermetropia. Simplificadamente, a presbiopia  consiste numa diminuição progressiva da função acomodativa do cristalino, a qual está relacionada com a idade,  afectando a visão de perto nos presbíopes. A presbiopia está diretamente relacionada com a idade, sendo que o intervalo de idades mais frequente para a sua manifestação é entre os 40-45 anos, podendo esta estar associada, ou não, a qualquer erro refrativo.

 

Se tem mais de 40 anos, não tem queixas de má qualidade de visão ao longe mas já se apercebeu que os seus olhos não focam corretamente quando lê um texto mais pequeno,especialmente quando as condições de luminosidade são mais baixas,, possivelmente poderá  apresentar presbiopia, e não hipermetropia ou os dois em simultâneo.

 

Esta informação não substitui as recomendações de um profissional de saúde. Qualquer questão mais específica e um correto diagnóstico consulte o seu profissional da visão. Recomendamos que visite o seu optometrista ou oftalmologista anualmente, para que seja  observado e diagnosticado atempadamente qualquer anomalia na sua visão. O teste à visão, realizado pelo seu optometrista ou oftalmologista, indicar-lhe-á se tem algum distúrbio visual.

 

 

 

Hipermetropia

© 2011 Shamir Optical Industry Ltd. designed by studio3